sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

APENAS LEMBRANÇAS - Verônica Mell

Trouville - Normandia

             Um furacão de saudades
             Arrasou coração meu.
             Em abismos de verdades,
             Morre amor que era só seu.

            Agora,bem pouco resta...
            Das flores deste jardim.
            Tudo que antes era festa,
            Terminou... chegando ao fim.

            Outros são nossos caminhos,
            Alvorecer de ventura !
            Arranquemos os espinhos.

           Antigos do desamor.
           Nada resta da ternura...
           Ah! Meu pobre anoso amor!

               (do livro :" Retrato, Breve Como o Vento", Verônica Mell - 1996)

Nenhum comentário:

Postar um comentário