quarta-feira, 22 de junho de 2016

Um Longa-Metragem - Verônica Mell

Vila Medieval de Èze - Côte D'Azur - França

         
            Deixa os afazeres,
            vem...se me quiseres.
            Agora...sem hora!

            Vem... e abrevia
            o nosso dia
            tão equivocado.
            Amor desarmado!

            Nas horas sem afinação,
            o tempo voa em vão...
            A noite segue seu curso,
            em outro discurso.

            Traz o que seduz
            a meia luz!
            Lá fora,o burburinho ...
            tomo uma taça de vinho.

            A manhã ...
            custa a chegar,
            vou madrugar.
            Perdi o sono,
            que desabono!

            Além do mais,
            o passo foi escasso.
            Um amor confidente,
            de si mesmo é  ciente!

            Que a vida solidária,
            deixe a via secundária.
            E,faça uma nova filmagem,
            em longa-metragem...

            Este amor de nós dois,
            não pode ficar para depois.
            Na esperança... sobrevivo
            ao amor subversivo!!!

                        ( junho 2016)
    .
     
                         
         
         
         
         

domingo, 19 de junho de 2016

Nas Asas Da Saudade - Verônica Mell

Marrakech - Marrocos

          Voei a céu aberto
          nas asas da saudade!

          Os sonhos, soltei todos
          por prados verdejantes.
          Joguei o que não servia:
          deixei as velhas mágoas,
          correr por novas águas!

          Nas pipas... ao vento,
          coloquei os maldizeres.
          Deixei o meu castelo,
          vesti uma armadura
          de amor e muita luz!

          O agora é meu presente,
          só... o que me seduz!
          A vida... uma pergunta,
          muitas vezes sem resposta.
          Um grito mudo no silêncio!

          Se aquieta, diz o bom senso,
          nada dura para sempre.
          Somos um simples viajante
          por essas paragens.
          Que a bagagem, seja leve.
          Tudo... tudo é tão breve!
          Que o Sonho e a Esperança,
          sejam seu lema...
          Não há outro tema!!!
       
                     ( junho 2016 )

terça-feira, 7 de junho de 2016

Esse Homem - Verônica Mell


Cartagena, Espanha

         
            Gosto desse homem,
            o canto e o acalanto
            do amor tão meu!

            Que chega com a lua,
            me despe com os olhos.
            Fico nua,
            num prazer tão seu.

            O lugar?!
            Não importa!
            Sem número na porta.
            Endereço: Universo.

            Do jogo da moeda,
            o verso e o reverso!
            O rio que corre livre,
            mora no sereno...
            Caminha para a praia
            envolto pelas ondas.
            Que navega...
            se perde em mar alto!
            Porém...de novo
            acha o caminho.
            E, volta...
            volta prá mim.
            Mas, só volta
            com o sol, já, no asfalto!

                    (junho 2016 )