sexta-feira, 21 de outubro de 2016

SE VOCÊ SOUBESSE -Verônica Mell

Museu Larco - Lima
       
           Queria que você soubesse
           quanto do amor eu lhe tenho!
           Do nada a saudade aparece,
           sem esforço ou empenho...

           Queria que soubesse,
           veio de graça...
           lá do fundo d'alma.
           E, por mais que eu faça,
           não se vai ...
           Nada passa!

           Queria que soubesse
           vem de séculos,
           já estava escrito!
           Com o tempo,
           alguns sonhos,
           a vida sombreou.
           Quando adormeço,
           cavalgo ...
           Outros mundos!
         
           Queria que soubesse,
           gostaria de lentes
           bem mais coloridas,
           para fixar o que a vida
           me roubou...

           Queria que soubesse
           que está acima
           do bem e do mal
           o amor que lhe tenho.
           Perdi-me tão triste ...
           num poema!
           Aqui venho ...
           nas palavras não ditas
           ficou só o silêncio.
           Inquietações!
           Longe de mim :
           o sol .
           Só queria...
           que você soubesse!!!

                         ( outubro 2016 )

Nenhum comentário:

Postar um comentário