domingo, 15 de abril de 2012

Bálsamo Campestre - Verônica Mell





Budapeste - Hungria





             Um bangalô todo branco
             Perto do céu.
             Com vitrais azuis,
             Na janela.
             Flores no jardim,
             Pinheiros no quintal.
             Lindos balaústres
             No balcão colonial!
             Uma rede de renda
             Para esticar a preguiça,
             Tirar algumas notas do violão
             Ou,jogar conversa fora.
             Na sala,uma lareira gostosa,
             Um grande tapete macio
             E, um vinho a nos convidar...
             O meu lado poeta
             Nunca me deixa quieta!
             Quer viajar...
             Agora,neste deleite
             Simples,sem culpas
             Nem fómulas,
             Te procura,te cobiça,
             Atiça teu desejo...
             Com jeito de amar!!!

     (do livro : "  Retrato, Breve Como o Vento "- Verônica Mell ,
                  1996 - Página 17 )

             


Um comentário:

  1. Adoro o frio no campo!...uma lareira,um vinho gostoso,uma rede...um bate-papo amigo...!!!

    ResponderExcluir