segunda-feira, 6 de março de 2017

GRITO MUDO - Verônica Mell



Budapeste - Húngria



        Se o coração chora numa prece,
        o grito é mudo no silêncio.
        As lágrimas não correm mais
        pelas faces ...
        O mundo exala o cheiro da dor!

         O coração se solta do peito
         por amar demais...
         É seu defeito!
         Cavalga sem rumo,
         ora calado,ora descontrolado.
         Em resumo :
         nem o inferno,nem o paraíso,
         a vida o escolheu!
         Aos pedaços ou por inteiro
         faz escaladas...
         Abarrotado de lembranças,
         anda por estradas,
         atravessa pontes,
         segue pelas curvas,
         por caminhos ásperos.
         Feridos os sentidos,
         deixa-se levar...
         Há uma voz distante,
         o bálsamo da chuva,
         o dia que finda...
         O quedar-se da melancolia!

                   (março 2017)

Nenhum comentário:

Postar um comentário