terça-feira, 7 de junho de 2016

ESSE HOMEM - Verônica Mell


Cartagena, Espanha

         
            Gosto desse homem,
            o canto e o acalanto
            do amor tão meu!

            Que chega com a lua,
            me despe com os olhos.
            Fico nua,
            num prazer tão seu.

            O lugar?!
            Não importa!
            Sem número na porta.
            Endereço: Universo.

            Do jogo da moeda,
            o verso e o reverso!
            O rio que corre livre,
            mora no sereno...
            Caminha para a praia
            envolto pelas ondas.
            Que navega...
            se perde em mar alto!
            Porém...de novo
            acha o caminho.
            E, volta...
            volta prá mim.
            Mas, só volta
            com o sol, já, no asfalto!

                    (junho 2016 )
       
       


Nenhum comentário:

Postar um comentário