quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Oração - Verônica Mell

Ceará - Brasil


                      Troca-se :
                      palavras amargas
                      por gentilezas.
                      O sofrimento,
                      pela liberdade.
                      Procura-se por
                      afeição e carinho.
                      Larga-se a solidão do peito
                      e, por direito...
                      o caminho intransigente.
                      Larga-se a noite de angústia,
                      a alma de abandono,
                      pela luz do dia.
                      O mal entendido,
                      pelo voo das borboletas.
                      Fecha-se a porta do vazio,
                      abre-se o paraiso...
                      De gestos suaves
                      concilíamos a vida
                      aos céus...
                      Dentro de nós,
                      acorda doce poema,
                      desperta-se o perfume
                      da primavera.
                      Ouvem-se cânticos 
                      ao meio-dia ...
                      O coração?!
                      Ao amor venera!
                   

                                                 (jan. 2013 / março 2017)



           
                 

Um comentário:

  1. E o reino do céus dentro de nós mesmo a morada sempre é o coração!Muita luz...!

    ResponderExcluir